Boletim Covid-19
09 de junho

Um contribuição do mandato coletivo
Vereador Tarcísio Motta (PSOL Carioca)

BRASIL

VITÓRIA | Ministério da Saúde cumpre determinação do STF e retoma divulgação de dados da pandemia. A decisão, divulgada na noite de ontem, atendeu pedido do PSOL, REDE e PCdoB, que ingressaram como uma ação no tribunal para cobrar transparência.

1.272 ÓBITOS | Número de perdas desta terça é o terceiro maior da série histórica. Total de vidas perdidas chega a 38.406.

32.091 CASOS | Registro de novas confirmações em 24h é o segundo maior desde o início da pandemia no país. Ao todo, 739.503 pessoas foram contaminadas.

PROPOSTA… | Chamado a prestar esclarecimentos na Câmara dos Deputados, o general-ministro-interino da Saúde afirmou que a mudança na divulgação dos óbitos por data de ocorrência (e não por data do registro, como vem ocorrendo) era uma mera “proposta”.

OU DETERMINAÇÃO? | Em seguida, retomou o posicionamento anterior e disse que ambos os dados sobre os óbitos estariam disponíveis na plataforma. A insegurança na metodologia adota pode impactar brutalmente o acompanhamento da evolução da pandemia no país. E há intencionalidade nisso.

RIO

RIO: VAI E VOLTA PERIGOSO | Desembargador libera reabertura em defesa de empresários. População fica sem saber como agir e vê aumentar número de casos na cidade. Só hoje, mais de 1.000 confirmados. No total, 37.903.

PELA CIÊNCIA | Com auxílio de estudos da UFRJ, UFF, UERJ, Fiocruz e outras entidades, juiz que havia cancelado decretos pediu provas científicas e seguras para reabrir cidade e havia marcado audiência entre MP, Defensoria Pública e representantes do município e do estado. Só em junho, cidade já registrou 1.022 mortos. Com a nova decisão, debate foi cancelado.

NÃO FOI A PRIMEIRA VEZ
| Decisão favorável a Crivella e aos empresários veio das mãos do mesmo desembargador que acatou pedido da prefeitura para censurar livros com temática LGBT na Bienal do ano passado, lembram?