Boletim Diário Covid-19
Edição EXTRA – 08 de junho

Um contribuição do mandato coletivo
Vereador Tarcísio Motta (PSOL Carioca)

BRASIL

SEM EXPLICAÇÃO | Sem fornecer qualquer justificativa, Ministério da Saúde publicou, neste domingo, dois dados divergentes sobre casos confirmados e mortes da doença.

857 MORTES SOMEM | No primeiro balanço, publicado às 20h30, constavam 1.382 mortes em 24h, número recorde para um domingo e segundo maior em toda a série histórica. Às 22h, o portal do Ministério da Saúde informava 525 óbitos, uma diferença de 857 em relação ao primeiro número divulgado.

MUDANÇA NOS CASOS | Número de casos confirmados em 24h também sofreu abrupta alteração. O primeiro número divulgado apontava 12.581 novos casos, enquanto o segundo balanço trazia 18.912.

NOTA DESTA SEGUNDA | Em nota, MS confirmou os dados do segundo balanço, e reputou a mudança a divergência de dados informados sobre Roraima e Ceará.

OCULTAMENTO | Confusão deste domingo ocorreu um dia depois das alterações na plataforma oficial de divulgação dos dados da pandemia. Portal não traz mais números totais de casos e mortes no país.

ALTERAÇÃO NA METODOLOGIA | Seguindo conselhos do dono da Havan (!), MS também informou que passará a divulgar dados por data da ocorrência, e não por data do registro. Mudança causa preocupação generalizada entre especialistas.

TRANSPARÊNCIA | Com a crise na transparência dos dados da pandemia, diversas plataformas alternativas aos dados do Ministério da Saúde têm ganhado impulso. Nosso boletim diário também estuda nova metodologia de coleta.